Paula Litaiff

Pelo patriotismo real em 2023, por Paula Litaiff

(Arte: Mateus Moura/Revista Cenarium)

Patriotas. Predicado dado aos sujeitos que se esforçam para serem úteis a sua pátria, agindo em defesa não dos seus interesses próprios, mas do interesse coletivo. Os patriotas brasileiros poderão mostrar a serviço de quem estão em 2023: se do Brasil ou de um político; se da defesa da democracia ou da defesa de uma insatisfação pessoal; se do lado da edificação do País ou do terrorismo.

As eleições acabaram. Aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL) foram eleitos em massa nos parlamentos e governos. A votação destes não é questionada, mas a do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é justificativa para tentativas de atentados com bombas em sua posse, ocupação em frente a quartéis e incitação à ditadura militar. Não há mais nem espaço para fundamentalistas e o momento é de luta por pacificação.

Com base em levantamentos sobre o cenário econômico, social e ambiental, a última edição da REVISTA CENARIUM de 2022 traz um mapeamento sobre os principais desafios do novo presidente da República na Amazônia e em todo o País e caminhos ideais apresentados por estudos e pesquisas estatísticas. O objetivo é permitir ao leitor uma análise reflexiva e individual.

Doutor em Ciências Ambientais e Florestais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Beto Mesquita lembrou, em artigo ao Site Eco, de premissas que fazem dos cidadãos brasileiros verdadeiros patriotas, conforme os seus atos e a etimologia da palavra. 

“Proteger florestas, assegurar o verde da nossa bandeira, é um ato patriótico que gera benefícios para todos os brasileiros, mesmo aqueles que pensam que não dependem delas para sobreviver. (..)”  

“Somos patriotas ao desejar e agir para que nossas riquezas minerais sejam protegidas dos interesses internacionais. É lutar para que sua exploração não se dê em detrimento dos direitos dos povos originais que vivem, há séculos, sobre o solo que as guarda”, defende Mesquita.

Portanto, em 2023, a CENARIUM faz votos que o verdadeiro espírito do patriotismo tome conta dos brasileiros, independentemente de credo, de ideologia partidária e de localização geográfica. Que as mentiras, o negacionismo e o ódio deem espaço à pesquisa, à ciência e ao humanismo.

O assunto foi tema de capa e especial jornalístico da nova edição da REVISTA CENARIUM do mês de dezembro de 2022. Acesse aqui para ler o conteúdo completo.

(Reprodução)
A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff é diretora executiva da Revista Cenarium e Agência Amazônia, além de compor a bancada do programa de Rádio/TV “Boa Noite, Amazônia!”. Há 17 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Escreveu para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo com pautas sobre Amazônia. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.


«

Comentários para este post estão fechados

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff é diretora executiva da Revista Cenarium e Agência Amazônia, além de compor a bancada do programa de Rádio/TV “Boa Noite, Amazônia!”. Há 17 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Escreveu para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo com pautas sobre Amazônia. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.