Paula Litaiff
As chuvas na região decorrem das altas temperaturas, somadas à passagem de uma frente fria (Reprodução/Internet)
#Factuais

Estados do Norte podem ter chuvas acima de 30mm nos próximos três dias; volume é decorrente de altas temperaturas

As chuvas na região decorrem das altas temperaturas, somadas à passagem de uma frente fria (Reprodução/Internet)
Karol Rocha – Da Revista Cenarium

MANAUS – A previsão para os próximos três dias é de acumulados de chuva acima de 30mm nas regiões do Sul, Sudoeste e Oeste do Amazonas, Acre e Rondônia. Estas regiões terão volumes significativos de chuva, conforme os modelos de previsão: Global Forecast System (GFS) ou Sistema de Previsão Global e Centro Europeu de Previsão de Tempo de Médio Prazo (ECMWF). Os mapas foram analisados nesta quarta-feira, 14.

De acordo com os modelos, as chuvas decorrem das altas temperaturas na região somada à passagem de uma frente fria que chega a partir desta quinta-feira, 15.

Previsão de chuvas conforme modelo (ECMWF/Reprodução)

“A chegada dessa frente fria, associado com o forte calor que vem ocorrendo na região, vai criar áreas de instabilidade atmosférica, essas áreas vão gerar muita nebulosidade e, provavelmente, há uma grande probabilidade de que ocorra acumulados superiores a 30mm em alguns pontos isolados nessas áreas citadas”, explicou o meteorologista e doutorando em Clima e Ambiente pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/Cliamb) Leonardo Vergasta.

As previsões dadas pelo especialista são para os próximos três dias, ou seja, a quinta-feira, 15, sexta, 16, e sábado, 17.

Previsão de chuvas conforme modelo Global Forecast System (GFS/Reprodução)

Os dados coincidem também com o Informativo Meteorológico N° 36/2022 do Instituto Nacional de Meteorologia, o qual apresenta a previsão de grande volume de chuva entre os dias 12 e 27 de setembro de 2022. No entanto, pontua que o Amazonas e Acre podem apresentar grandes volumes, descartando o Estado de Rondônia.

De acordo com o boletim, sobre a previsão de chuva acumulada entre os dias 12 e 19 de setembro, no Norte do Brasil, estão previstos entre 20 e 60 milímetros (mm), com destaque para o oeste do Amazonas e Acre. Já no Estado do Tocantins e no leste do Pará não tem chuva prevista. Nas demais áreas, os acumulados poderão ser inferiores a 10mm.

Previsão de chuva para a primeira semana (12/09/2022 a 19/09/2022) (Inmet/Reprodução)

Já a previsão de chuva entre os dias 20 e 27 de setembro de 2022, para a Região Norte, conforme o Inmet, estão previstos acumulados maiores que 30mm no oeste do Amazonas, Acre e Rondônia.

No Estado do Tocantins, em áreas do leste do Pará e do norte do Amapá, não há previsão de acumulado de chuvas durante a semana. Nas demais áreas, os acumulados não devem ultrapassar 20mm.

Previsão de chuva para a segunda semana (20/09/2022 a 27/09/2022) (Inmet/Reprodução)

Volta do La Niña 

O La Niña pode também influenciar na quantidade de chuvas na região. O fenômeno, que se caracteriza pelo resfriamento anômalo (anormal) das águas do Pacífico Equatorial, começa a fazer efeito sobre o Amazonas, conforme destaca o meteorologista Leonardo Vergasta.

“O La Niña já está atuando e ele vai ser mais preponderante a partir da primavera, que inicia no final de setembro, e é esse período de transição da estação seca para a estação chuvosa. Se o La Niña está atuando, consequentemente, as chuvas vão ficar acima da média nos próximos meses”, afirmou ele, destacando que os dados são uma probabilidade. “O prognóstico melhor pode ser dado no final de setembro”, finalizou o especialista.

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais e, atualmente, é diretora executiva da Agência e Revista Cenarium. Há 16 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.


«

Comentários para este post estão fechados

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais e, atualmente, é diretora executiva da Agência e Revista Cenarium. Há 16 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.


Tenho medo de escrever. É tão perigoso. Quem tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto – e o mundo não está à tona, está oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Neste vazio é que existo intuitivamente. Mas é um vazio extremamente perigoso…

(in Um Sopro de Vida | CLARICE LISPECTOR)