Sem categoria

‘Passei por diversas situações de risco de morte, mas sobrevivi’, disse à CENARIUM, em 2020, Aristóteles Thury

O desembargador Aristóteles Thury estava internado em São Paulo há mais de um mês (Reprodução/ Internet)

Morreu neste domingo, 14, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Aristóteles Thury, aos 71 anos, em decorrência do novo coronavírus. O desembargador lutava contra a Covid-19 desde o começo de janeiro deste ano e estava internado no Hospital Oswald Cruz, em São Paulo.

Presidente da Corte Eleitoral desde maio de 2020, quando foi empossado para o biênio 2020/2022, o desembargador foi entubado na semana passada após ter o quadro de saúde agravado, mas não resistiu às complicações causadas pelo vírus. A assessoria do TRE-AM aguarda comunicado oficial do hospital para emitir nota sobre a morte de Thury.

Em 2020, Aristóteles Thury concedeu entrevista exclusiva à REVISTA CENARIUM e contou detalhes sobre a realização do pleito, assim como os desafios de combate à fake news ou sobre o crime de compra de votos. À época, ele destacou suas gestões em pleitos aos quais presidiu na região da calha do Rio Negro, no interior do Amazonas.

Veja também: ‘Fake news e compra de votos ainda são desafios’, aponta membro do TRE-AM Aristóteles Thury

“Presidi vários pleitos em toda a calha do Rio Negro e em várias outras regiões desse nosso Amazonas continental. Passei por diversas situações de risco de morte, mas sobrevivi”, contou Thury, que no mesmo ano enfrentou o seu maior desafio à frente da Corte Eleitoral: presidir o TRE-AM durante o período eleitoral.

Amigos da magistratura e da advocacia lamentaram a perda do presidente do TRE-AM. A juíza criminal, Renata Gil, titular da 40ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), prestou solidariedade à família do desembargador e ao povo amazonense.

“Meu amigo Aristóteles Thury, presidente do TRE do Amazonas, perdeu sua vida para a Covid! Meu coração está triste, muito triste. Minha solidariedade à família e a todo o povo amazonense, que continua em situação de agonia!”, escreveu, em uma publicação no Twitter.

A presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Amazonas (OAB-AM), Grace Anny Benayon Zamperlini, emitiu uma nota de pesar nas redes sociais e pediu para que Deus conforte e console o coração dos familiares e amigos.

“OAB sempre registra os óbitos dos advogados com as notas de pesar. Neste momento, quebramos o protocolo e fazemos o registro do falecimento do desembargador Aristóteles Thury. Momento de muita tristeza, dor e sofrimento para todo o sistema de Justiça do Amazonas. Rogamos a Deus para que conforte e console os corações dos familiares e amigos”, disse Grace Benayon em uma publicação no Instagram.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

*

*

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais e, atualmente, é diretora executiva da Agência e Revista Cenarium. Há 16 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.


Tenho medo de escrever. É tão perigoso. Quem tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto – e o mundo não está à tona, está oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Neste vazio é que existo intuitivamente. Mas é um vazio extremamente perigoso…

(in Um Sopro de Vida | CLARICE LISPECTOR)