#Factuais

No Amazonas, indígenas do Parque das Tribos pedem socorro após mortes por Covid-19

Indígenas em trecho de vídeo gravado sobre campanha de doações e postado nas redes sociais (Reprodução/Instagram)

Por Ana Pastana – Da Revista Cenarium

MANAUS – O primeiro bairro indígena de Manaus, Parque das Tribos, localizado na Zona Oeste da cidade, está sofrendo fortemente com a pandemia de Covid-19 que alastrou o mundo. A comunidade foi atingida com cerca de 65% das 700 famílias de 37 etnias que o bairro possui, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), divulgados recentemente.

Com medidas de prevenção para conter a contaminação da Covid-19, a comunidade foi atingida com o desemprego, com os contaminados pelo vírus e até a perda do cacique Messias Kokama, vítima da doença. Em um vídeo postado nas redes sociais, o cacique Miquéias Komama, que assumiu a comunidade após a morte do pai, pede socorro das autoridades sanitárias para frear o número de casos e de morte na comunidade.

Em post nas redes sociais, a comunidade pede ajuda da população para doações de medicamentos; recursos sanitários; produtos de higiene e limpeza; roupas; alimentos; apoio financeiro, psicológico e social.

“A nossa população vem sofrendo muito o amparo que nós estamos tendo é quase nada e o povo está vindo a óbito. Não temos um hospital, uma casa de saúde para atender a nossa comunidade Parque das Tribos. O que nos sabemos é que países fora estão enviando recursos para o Brasil e que o povo kokama está morrendo em torno de Manaus. Eu quero pedir aos governantes que olhem com carinho para o Parque das Tribos, venha passar e ver a nossa necessidade”, disse cacique Miqueias.

O post foi feito em rede social com o intuito de arrecadar mantimentos para as etnias atingidas pela Covid-19 (Reprodução)

Os povos estão sofrendo com a retaliação do vírus, de acordo com Lucas Oliveira, durante publicação feita em nome do cacique Miquéias Komama. “Para não perder mais nenhum ente, criamos a ação solidária ‘SalvandoVidasIndígenas’ com o intuito de chamar atenção da população, empresários e órgãos competentes para que possam ajudar com remédios, alimentos, pois vários indígenas não possuem renda”, diz.

Oliveira também ressalta que a comunidade precisa de consultas médicas. “Precisamos de uma visita do Sistema Único de Saúde (SUS) para que possam atender nossos parentes”, disse.

Indígenas infectados

No Brasil, até esse domingo, 10, 44.680 indígenas foram atingidos pela Covid-19, de acordo com os dados divulgados pela Articulação dos Povos Indígenas (Apib). Ao total, 915 indígenas somam os 200 mil mortos pelo vírus no País.

No Amazonas, são 215 óbitos confirmados. De acordo com os dados da Apib, os povos mais afetados pelo vírus estão sem identificação, com 69 óbitos confirmados, seguido do povo Kokama, com 59; e do povo Ticuna, com 17.

Assista ao vídeo:

Para doações, entrar em contato com o número (92) 99308-9547 e transferências bancárias: Agência: 37117 – Conta: 0037451-2 (Banco Bradesco). Roupas; medicamentos; alimentos; dentre outros mantimentos serão bem-vindos para a comunidade que sofre com a contaminação do vírus.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais. Há 15 anos na profissão, atua no Jornalismo de Dados e em Reportagens Investigativas. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings – Bandidos na TV da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.


CHARGE DO DIA