#Factuais

Do presidente do STF para Arthur Neto: ‘É um grande brasileiro, um parlamentar ímpar, ninguém à altura’

Luiz Fux e Arthur Virgílio Neto: amizade com prefeito é lembrada pelo presidente do STF (Reprodução/ Internet)

Por Paula Litaiff

MANAUS – “É um grande brasileiro, um parlamentar ímpar, que hoje, não verificamos praticamente ninguém à altura do parlamentar Arthur Virgílio Neto”. A declaração é do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, ao prefeito de Manaus, durante o lançamento do “Juízo 100% Digital” do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Arthur Virgílio Neto foi convidado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam) ao evento realizado por videoconferência para dar início ao projeto que visa remodelar o sistema eletrônico das comarcas do Estado. A cerimônia foi conduzida pelo desembargador Domingos Chalub, presidente do Tjam.

Ao cumprimentar a presença virtual do prefeito de Manaus, Fux lembrou da amizade que os dois possuem há décadas. “Agradecer muito de perto a presença e saudar esse amigo da primeira hora, que é o prefeito Arthur Virgílio. É meu amigo do passado, é meu amigo no presente e seremos amigos até o acaso de nossas vidas…”

O presidente do STF lembrou o período em que Arthur Neto ficou internado após contrair a Covid-19 e citou a preocupação com o prefeito à época.  “Que você (Arthur Virgílio Neto) esteja ciente que você esteve em minhas orações, enquanto acometido da doença.”, completou Fux.

Em suas redes sociais, o prefeito de Manaus expressou gratidão pelas palavras de ministro, além de reforçar o respeito pelo magistrado. “Fiquei muito emocionado com as palavras do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, amigo de longa data, pessoa da mais alta estima e respeito”, afirmou.

Luiz Fux: amizade com prefeito de Manaus é citada em videoconferência do CNJ (Reprodução/ Facebook)

Tribunal do AM

Arthur Virgílio, também, parabenizou a gestão do desembargador Domingos Chalub à frente do Tjam. “É sempre bom reencontrar, nem que seja virtualmente, pessoas queridas, como o também amigo e presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, Domingos Chalub, a quem parabenizo pelo belo trabalho desenvolvido na Corte Judiciária”.

Chalub teceu elogios ao prefeito pela administração da cidade de Manaus, cujo mandato encerra este ano. “Saudação para o governador da cidade, o Arthur Neto, meu amigo pessoal. O grande Arthur, que eu considero que, além de diplomata, foi um excelente prefeito que está chegando ao acaso a sua administração.”

Judiciário digitalizado

O Tribunal de Justiça do Amazonas fez o lançamento do Juízo 100% Digital na sexta-feira, 4. O projeto vai dar mais eficiência e reduzir custos à prestação jurisdicional no estado.

A iniciativa está prevista na Resolução do CNJ 345/2020, que autoriza os tribunais a adotarem o Juízo 100% Digital para viabilizarem a execução de todos os atos processuais exclusivamente por meio eletrônico e remoto.

A medida segue um dos principais eixos definidos pela gestão do ministro Luiz Fux no CNJ, voltada para o incentivo à inovação tecnológica, eficiência na prestação do serviço jurisdicional e a redução de custos do Judiciário.

Live com Fux



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

*

*

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais e, atualmente, é diretora executiva da Agência e Revista Cenarium. Há 16 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.


Tenho medo de escrever. É tão perigoso. Quem tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto – e o mundo não está à tona, está oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Neste vazio é que existo intuitivamente. Mas é um vazio extremamente perigoso…

(in Um Sopro de Vida | CLARICE LISPECTOR)