#Factuais

Agência da Rússia destaca REVISTA CENARIUM em artigo científico sobre indígenas

Paulo Bahia – Da Revista Cenarium

MANAUS – A REVISTA CENARIUM foi citada em um artigo na agência russa pravda.ru nesta semana. A citação ocorreu no texto “O som do silêncio na Aldeia da Memória Indígena’ do professor de pós-graduação em Memória Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, José Ribamar Bessa Freire. No artigo, o pesquisador fala sobre o cemitério indígena existente no local que foi encoberto há três séculos e meio por camadas de cimento, pedra e silêncio.

Freire conta no texto sobre a cerimônia de inauguração do memorial, na noite de 19 de abril, Dia dos Povos Indígenas. O lugar sagrado está localizado na praça Dom Pedro II, no centro histórico da capital amazonense Manaus. José Ribamar descreve que o cemitério é retratado no mural de 140 metros quadrados do artista Fábio Ortiz, 27 anos, que exibe quatro imagens da presença indígena, incluindo mapa e urnas funerárias.  

Página inicial da agência russa Pravda no idioma original (Reprodução/Pravda.ru)

“Esse lugar sagrado foi profanado pela primeira vez num sábado, em junho de 1542, por Francisco Orellana e os soldados espanhóis. Eles desciam famintos pelo rio Amazonas, quando viram ali na foz do rio Negro uma povoação, com malocas imponentes, amplas e arejadas, ao lado do cemitério. Invadiram a aldeia, incendiaram as malocas, mataram com armas de fogo muitos moradores, saquearam roças, roubando-lhes os alimentos. Depois foram embora, deixando os índios pranteando seus mais recentes mortos”, conta Freire, no artigo.

Artigo de José Ribamar Bessa Freire, reproduzido pelo Pravda.ru (Reprodução/Internet)

José Ribamar Bessa Freire é doutor em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, professor da Pós-Graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-Rio), onde orienta pesquisas de mestrado e doutorado, e professor da Uerj, onde coordena o Programa de Estudos dos Povos Indígenas da Faculdade de Educação.

Lista de referência do artigo que cita o texto da Revista Cenarium (Reprodução/Internet)

Veja o artigo na íntegra aqui.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*

A AUTORA

Graduada em Jornalismo, Paula Litaiff tem especialização em Gestão de Políticas Sociais e, atualmente, é diretora executiva da Agência e Revista Cenarium. Há 16 anos, atua no Jornalismo de Dados, em Reportagens Investigativas e debate de temas sociais. Produziu matérias para veículos de comunicação nacional, como Jornal Estado de S. Paulo e Jornal O Globo. Seu trabalho jornalístico contribuiu na produção do documentário Killer Ratings da Netflix.

Paula Litaiff é Diretora de Redação em

O SITE

O Site da Paula Litaiff tem como principal finalidade a emissão de opinião sobre diversos temas sociais, políticos e econômicos, levando o leitor à reflexão sobre a importância de se tornar um agente transformador da sociedade.


Tenho medo de escrever. É tão perigoso. Quem tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto – e o mundo não está à tona, está oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Neste vazio é que existo intuitivamente. Mas é um vazio extremamente perigoso…

(in Um Sopro de Vida | CLARICE LISPECTOR)